Baixar o flash para visualizar este flash.
NOTÍCIAS PRODUTOS NEWSLETTERS GALERIA DE FOTOS VÍDEOS COMO COMPRAR
 
NOTÍCIAS

24/06/2013 - Como escolher o pediatra

pediatraO pediatra perfeito não existe. Aquele que parece adequado em determinadas circunstâncias, pode não ser em outras situações, ou até se pode enganar ou ter um mau dia. Na verdade o que podemos fazer é seguir algumas referências que nos poderão ajudar na escolha de um profissional. Por vezes os pais idealizam o tipo de consulta que gostariam que o seu filho tivesse, no entanto isso nem sempre acontece, e os pais acabam por ficar frustados. O pediatra nas consultas períodicas irá analisar o bebé para rastrear doenças raras e graves, consoante a idade do bebé. Este irá assegurar aos pais que o seu filho tem dois pulmões que funcionam, que o coração não faz ruídos estranhos, que não tem nada na barriga, ouve e vê bem, e que a sua inteligência é normal para a sua idade. O pediatra terá também como tarefa aconselhar os pais em termos de saude, como posicionar o bebé para lhe dar mama, o que fazer após beber o leite, ou seja deverá prevenir acidente através de conselhos. Outro aspecto importante que um pediatra não pode descurar é conselhos sobre a alimentação do bebé, tentar garantir que o pequenino terá uma alimentação equilibrada, e que serão introduzidos os alimentos da altura certa na idade indicada.

Por vezes os pais esperam muito mais dos pediatras, como que roupa vestir ao bebé, a que horas lhe deve dar banho, ou a que horas deve passear o seu filho, mas os pediatras por vezes respondem a estas questões com base na sua experiência com os seus próprios filhos, pois no que respeita a economia doméstica, cozinha, ou até mesmo como criar os filhos será mesmo melhor perguntar aos avós, aos irmãos com filhos, aos amigos que tenham passado pela mesma experiência. No que diz respeito questões relacionadas com medicina será melhor dar ouvidos aos pediatras e médicos.

Alguns anos atrás os pediatras eram uma espécia de Deus a quem se devia obediência sem contestar, por vezes os pais saiam frustados das consultas, sem alternativa senão seguir os conselhos do médico, no entanto e actualmente o relacionamento que se estabelece com os pediatras é outro, mais informal, estabelece-se uma boa relação entre médico e familia, onde existe um respeito mutuo, sobretudo pelas diferentes filosofias de cuidados aos filhos que ambos respeitam.

No pediatra devesse valorizar a capacidade de escutar, compreender e respeitar os pais  para posteriormente poder explicar adequadamente alguns procedimentos que os pais deverão em relacão aos filhos.

Como sabemos nós pais se o pediatra é competente e os seus diagnósticos estão correctos? No inicio não sabemos por experiência própria, contudo também antes de obtar por um pediatra podemos: perguntar, pedir referências a pessoas com filhos; podemos questionar outras pessoas sobre as suas experiências; podemos ir a vários antes de tomar uma decisão definitiva, podemos falar com algumas mães sobre a sua opinião.

A visita médica é uma relação interpessoal que se cria e uns pais podem sentir-se incomodados com o pediatra que satisfaz perfeitamente outros pais. Mas não se esqueça que não é necessário concordar com tudo o que o pediatra diz, mas sim deverá existir um respeito mútuo que permita florescer um relacionamento sincero e acima de tudo proveitoso

 
 
«Voltar